Livros: #1 Coraline



È um dos meus livros preferidos, justamente por ser uma narrativa tão simples, mas que prende bastante a atenção do leitor. Diria que Coraline é uma concorrente contemporânea a altura da Alice do Lewis Carrol. De autoria de Neil Gaiman, aquele de Sandman, que trouxe uma história marcada por uma atmosfera de penumbra e mistério; é bastante interessante e peculiar.



A trama consiste na chegada da menina a sua nova casa; esta, possui 22 janelas e 14 portas, sendo que uma das portas, quando aberta, revela uma parede de tijolos ou a abertura para um corredor escuro e gélido, dependentemente do momento. Após o corredor, está um apartamento semelhante ao de Coraline, porém mais agradável. Lá, ela descobre que tem outra mãe e outro pai, mas eles são, digamos, um pouco diferentes, e para ficar por ali, a garota teria de adquirir uma certa característica que a tornasse também diferente como seus novos pais; porém, isso seria uma mudança um tanto quanto... assustadora. E, se adotasse a nova característica, ela não poderia mais voltar ao que era antes, vide as criancinhas que estão presas naquele local e que têm Coraline como sua única esperança de libertação. Será que ela conseguirá libertá-las?

Gosto muito das ilustrações do livro, foram feitas por um cara chamado Dave McKean; tem uns traços meio vitorianos e angulares que dão um toque mais sombrio à obra, olha só:




Essa é a segunda mãe de Coraline, exalando beleza


Repare no anteprojeto de Pikachu ali acima


A linda segunda mãe engolindo a chave, que meigo


O gatinho feliz pulando na segunda mãe


A mão decepada da segunda mãe, ainda insistindo em perseguir a pobre Coraline

O filme, perto do livro, torna-se uma coisinha fofinha. A obra é bem mais soturna, trazendo elementos de terror da literatura gótica, com referências a autores como Edgar Allan Poe (para mim, esse aqui é simplesmente “o cara”, é um dos autores que mais leio). Vale muito a pena conferir essa obra-prima.




2 comentários:

  1. Não conheço o livro nem o filme, mas da maneira que vc falou parece muito interessante!
    Pesquisarei mais sobre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certamente não se arrependerá, o enredo é muito bom!

      Excluir