Parabéns, Nintendo! - Parte 1


Sabia que a Nintendo já soma mais de um século de existência? Pois é, em 23 de Setembro de 1889 (há 125 anos), essa beleza foi fundada, mas atuava como fabricante de cartões de um tipo de baralho japonês; só nos anos 70 a Nintendo resolveu investir nos jogos eletrônicos. Entre altos e baixos no mercado, a japonesa continua viva até hoje (embora esteja mergulhada numa crise, que foi fomentada por diversos fatores, como o baixo número das vendas do Wii U).


Em comemoração a esse aniversário, trago-vos, hoje, uma lista dos consoles lançados pela empresa, tanto no Japão como no resto do mundo, chegando a quase quatro décadas:

Color TV-Game 6 . 1977



Esse foi o primeirão. Em 1977, saía no Japão o TV-Game 6, modelo CTG-6V. A memória continha três jogos coloridos (Handball, Tennis e Hockey), mas eles anunciavam que o produto possuía seis jogos, pois poderiam ser jogados por dois jogadores simultaneamente. As vendas chegaram a superar a quantia de 1 milhão de unidades; podem ser encontradas versões nas cores amarela e laranja.

Color TV-Game 15 . 1977



Lançado em 1977, correspondia a um Color TV Game 6 evoluído. Com 15 jogos coloridos e controles que possibilitavam o deslocamento dos mesmo em relação ao console, estava disponível nas cores amarela, branca e laranja.

Block Kuzushi . 1978



O primeiro a adotar a logo da Nintendo. Seria uma potência no futuro, embora na época não desse para imaginar tal futuro promissor; tinha apenas um jogo (versão similar a Breakout) e vendeu mais de 400 mil unidades (no Japão).

Color TV Game Racing . 1978



Com 112 combinações de jogos coloridos possíveis, dois controles que permitiam o uso de dois jogadores, o visual do Nintendo Color Tv Game Racinhg (com direito a volante), foi inovador.

Game & Watch . 1980



Talvez os responsáveis pelo deslanche das vendas da Nintendo. Ancestrais do Game Boy (até hoje eu emulo esse troço), corresponderam a nada mais nada menos que 60 aparelhos, divididos nas séries Silver (1980), Gold (1981), Multi Screen (1982-1989), Tabletop (1983), Panorama (1983-1984), New Wide Screen (1982-1991), Super Color (1984), Micro Vs. System (1984), Crystal Screen (1986) e Nintendo Mini Classics (1998) – e todos esses foram lançados antes do ano em que nasci. Muito bonito isso.

Nintendo Famicom . 1983



Famicom é uma abreviação de Family Computer (Computador da Família). Disponível nas cores branca e vermelhas, era muito similar a um brinquedo, mas, por dentro tinha um fantástico recheio: processador de 8 bits Motorola 6502 (1,79 MHz), 64 kb de RAM, 2 Kb de VRAM, cinco canais de áudio e resolução de 256 x 254 pixels. Ou seja: ou gráficos eram bons, e melhores que os dos concorrentes.

NES - Nintendo Entertainment System . 1985



O famoso Nintendinho 8 bits, quando chegou ao mercado estadunidense, viu uma crise dos consoles e uma ligeira alta dos computadores como vias de jogos; por esse motivo, não foi tão simples convencer o público a comprá-lo, mas conseguiu um dos mais bem-sucedidos (e também um dos mais pirateados) no mundo.

Game Boy . 1989 (Uhuuuuuuu!!!)



Com aquela maravilhosa telinha monocromática, fundo verde, gráficos em preto e branco em 8-Bits, vinha com o Tetris e foi fabricado entre 1989 e 1995. Um dos mais vendidos, em especial por que custava pouco e funcionava por um bom tempo com o uso de duas simples pílhas AA.

Super Famicom . 1990



Mais moderninho para bater a concorrência (Sega), além da grande quantia de jogos e a sequência de títulos do NES, contou como diferencial o controle de seis botões. Foi lançado na Europa com o o mesmo design, mas intitulado de Super Nintendo.

Super Nintendo . 1991 (Meu precioso)



Quadradão, o SNES - Super Nintendo Entertainment System, que veio depois do Nintendinho 8 bits, era idêntico internamente ao Super Famicom., e com cartuchos também quadradões. Na parte traseira podiam ser encontradas entradas de áudio e vídeo.

Famicom AV . 1993




Um Famicom japonês mais desenvolvido. Internamente, contava com o console 8 bits; exteriormente, teve seu tamanho diminuído (pela metade) e a entrada de cartuchos agora ficava em cima, em detrimento da de frontal do NES.  

Gostou da lista? Dentro de alguns dias será publicada a segunda parte dos consoles, então não perca!

6 comentários:

  1. Caramba, mais um post surpreendente!
    Como nos parecemos!
    Adorei o comentário na frente do Super Nintendo, sem sombra de dúvidas ele foi um dos meus melhores amigos de infância, e ainda o tenho até hoje!
    Nintendo é vida! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito legal quando conhece-se alguém com gostos similares a da gente, sem dúvidas. Estou amando sua presença aqui no blog!
      Putz, eu jogava no Super Nintendo sempre com minha prima, dava uma dor no coração quando o cartucho não queria funcionar.

      Excluir
    2. Com certeza Lim, e pode ter certeza que visitarei mais vezes seu blog pois tenho certeza que irei encontrar ainda muita coisa bacana por aqui!
      Nintendo realmente marcou a infancia de muita gente, infelizmente as pessoas quando crescem tendem a abandonar as coisas boas da vida, os games andaram e andarão comigo pelo resto dos meus dias! Espero que isso também aconteça com você!

      Excluir
    3. Muito obrigada pelas visitas, você não imagina como isso vem me incentivado a postar mais por aqui!
      E você está de parabéns pelo seu blog, o conteúdo é realmente muito bom!
      Pois é, às vezes o pessoal tende a deixar as coisas boas da vida de lado, mas tenho a pretensão de seguir com os games, ainda que não tenha todo o tempo de quando eu era menor. E outro ponto que tenho notado é que, muitas vezes, as pessoas vêm renegando os jogos mais antigos e agora só reparam nos mais recentes. Particularmente, prefiro os antigos (se bem que não sou uma adepta da era contemporânea; às vezes acho que deveria ter nascido em séculos passados, mas enfim...).

      Excluir
  2. Hhahhahaha sei como é, mas clássicos são clássicos, e jamais devem ser esquecidos! :D

    ResponderExcluir