Antique Bakery


 Hey!
Primeiramente, mil perdões por não ter postado ontem. Eu comecei a estudar e acabei perdendo a hora... Mas enfim, hoje falarei um pouco sobre um anime bastante cativante, com um enredo simples e personagens encantadores. 
Antique Bakery retrata o cotidiano de quatro homens que acabam se unindo para montar um pequeno estabelecimento.  Detém doze episódios e o mangá soma quatro volumes; a narrativa é bem leve. Na minha opinião, a linearidade do enredo contida no anime, diferentemente do mangá, foi um ponto positivo, embora hajam certas falhas nos gráficos da animação, porém nada que tenha sido realmente prejudicial. 
Vamos aos personagens principais:



Keisuke Tachibana é o proprietário e garçom do Antique. Sequestrado quando criança, a única coisa que se recorda sobre seu raptor é que ele tinha grande afeição por bolos, e foi somente disso que Tachibana alimentou-se no cativeiro. Embora tenha sido resgatado, seu raptor não chegou a ser encontrado e, como consequência dessa experiência, sofre com pesadelos e não simpatiza com doces. 


Yusuke Ono é um renomado confeiteiro que foi demitido diversas vezes devido a seu "charme demoníaco" (quando se sente atraído por um homem, o mesmo também sente-se atraído por ele). No passado, Ono confessou a Tachibana que o amava, porém foi desprezado rudemente. Os dois se reencontram quando Tachibana está a procura de funcionários para o Antique. 


Eiji Kanda é o aprendiz de confeiteiro de Ono. Anteriormente, era um boxeador de destaque, porém devido a um descolamento de retina teve que abandonar o boxe. Ao saber que o Antique estava contratando funcionários, através de um anúncio na janela do café, decidiu tentar a vaga, também pelo fato de gostar bastante de doces, e foi contratado.  


Chikage Kobayakawa é um amigo de infância de Tachibana, e sua família trabalha para a família de seu amigo. Foi treinado por Tachibana para se tornar garçom do café, mesmo sendo muito desajeitado; faz uso de óculos de sol por ter sensibilidade nos olhos. Tem uma quedinha por Ono, embora imagine que Ono não corresponda seus sentimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário