Updates


Yo!

Felis catus
Já tem uns dias que a vontade de escrever mais um pouco por aqui tornou a surgir. Separei alguns tópicos que talvez possam gerar postagens, mas ainda não cheguei a trabalhar em nenhum deles (por motivos de: ando meio atolada com as coisas da facul - mesmo nas férias -, mas resolvi tirar um tempinho pra fazer algo que não seja relacionado a isso, ainda que só me restem umas horinhas durante a madrugada para tal). A temática desses possíveis posts, até agora, vem seguindo a linha do conteúdo já presente no blog. Comentei anteriormente que estive criando um outro template, não é? Pois bem. Comecei a colocar n defeitos nele e resolvi que seria melhor desenvolver outro. Só deus sabe quando ficará pronto, mas vida que segue.

Além do template, uma das prioridades que pretendo seguir por aqui é a naturalidade. Sério, uns posts do blog pareciam tão artificiais que nem valiam uma leitura. Isso meio que foi uma consequência da época em que comecei a publicar meio que por obrigação (criada por mim mesma, por ser uma pessoa deveras metódica e tender a seguir as coisas ao pé da letra). A intenção é criar um "ambiente" menos regrado ao invés de algo rígido, e parece que só compreendi isso agora. Ou recentemente. Ou ainda estou entendendo.

That's all, folks
Ressuscitei o blog (será?) esses dias e também acabei ressuscitando minha lista de leitura (que estava devidamente estagnada devido ao final do semestre, é péssimo ver que passei a ler bem menos depois da facul, dá uma agonia). Semana passada finalmente tomei vergonha na cara e li Helter Skelter. Acabei me empolgando e também fui assistir ao filme (ou ao menos a 2/3 dele, já que não cheguei a terminar). Ainda não tenho exatamente uma opinião formada sobre a história, mas gostei da combinação do estilo do traço da autora e do próprio enredo do mangá.

Também terminei de ler Misery (depois de uns dois meses enrolando). Confesso que não fiquei tão empolgada como quando li Horns, mas a leitura me animou bastante (e me deu um belo de um nervosismo) da metade até o final do livro. Agora, pretendo retomar minha lista de leitura e voltar a ler Tomie (que só conheci por conta de um episódio de Junji Ito: Collection; infelizmente não cheguei a ter contato com o mangá anteriormente. A propósito, li pouca coisa do Junji Ito - até agora, só Uzumaki e Yami no Koe, respectivamente. Esse último conta com uma das melhores histórias que já li em um mangá: Glyceride, que, assim como Tomie, conheci através da versão animada). Isso me fez lembrar que também li pouca coisa do Stephen King - se resume a Carrie, It e o já citado Misery). Saudades da escola que escutei no fundamental, a biblioteca de lá era maravilhosa e o acervo aumentava praticamente a cada semestre. Lapsos de memória.

Eu disse que dormiria cedo hoje, mas já são quase quatro da manhã. Lindo isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário